Serviços

Exame de Tuberculose - tuberculinização

TUBERCULOSE

É uma doença considerada zoonose, isto é, que se transmite dos animais para o homem. Tem evolução crônica causada pelo Mycobacterium bovis, caracterizada pelo desenvolvimento progressivo de lesões nodulares denominadas tubérculos, que podem ser localizados em qualquer órgão.

Ataca os bovinos e bubalinos, podendo também atacar outras espécies animais, inclusive o homem.

A tuberculose em um rebanho é introduzida principalmente na aquisição de animais infectados, podendo se propagar nos bovinos independentemente do sexo, raça ou idade. A via de infecção, em 90% dos casos, é a respiratória através da inalação de aerossóis contaminados pelo microorganismo. Pela via digestiva também pode ocorrer, através de leite contaminado de vacas com mastite tuberculosa e também através de urina, fezes e alimentos contaminados.

O manejo dos animais mais agrupados, instalações inadequadas, isto é, sem ventilação, sem a penetração do sol, sem as práticas de higiene, favorecem a ocorrência da doença. Por isso é que a tuberculose é mais evidenciada no gado leiteiro que sempre está em contato mais próximo.

Todas as pessoas que convivem com os animais infectados tanto podem adquirir a doença, como tornarem-se focos de infecção transmitindo para outras pessoas e para outros animais.

Os sintomas são emagrecimento progressivo, um apetite caprichoso, isto é, escolhendo e reduzindo muito o alimento ingerido, temperatura oscilante, respiração difícil, tornam-se apáticos e quando manejados o fazem com dificuldade colocando-se sempre no final da fila.

A tuberculose bovina não é somente responsável por graves perdas econômicas, mas constitui-se como fonte de infecção para outros animais domésticos e selvagens e reconhecido perigo para a saúde humana, causando as mesmas formas clínicas e lesões patológicas que causa o agente da tuberculose humana.

A principal fonte de contaminação da tuberculose bovina aos seres humanos é através do hábito de consumo de leite cru, sendo os grupos mais atacados as crianças e idosos.

Os prejuízos causados pela tuberculose : queda no ganho de peso, sacrifício dos animais, condenação de carcaça no abate, perda de 10% a 25% na produção de carne, em casos de animais infectados.

Como a tuberculose é uma doença que não tem tratamento, recomenda-se os seguintes controles: levantamento da doença na propriedade através dos testes de tuberculinização, por Médico Veterinário habilitado (PNCEBT - Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose) de acordo com as exigências da IAGRO e do MAPA.

Em caso de animais positivos, estes devem ser isolados e sacrificados. Adquirir animais de propriedades certificadas como livres de tuberculose. No caso de aquisição de animais em propriedade sem controle, realizar um teste na propriedade de origem e outro após 60 dias da entrada dos animais na propriedade de destino.

O leite para consumo humano deve ser pasteurizado (preferencialmente) ou fervido. Em caso de vacas com tuberculose o leite não deve ser utilizado nem para bezerros.

 

 

  • EXAME DE TUBERCULOSE - VALOR R$18,00.

 

  • INCUBAÇÃO MÍNIMA DE 72 HORAS APÓS INOCULAÇÃO DA TUBERCULINA.

 

  • EXAME REALIZADO IN LOCO, TUBERCULINA É INOCULADA DIRETAMENTE NO ANIMAL PELO MÉDICO VETERINÁRIO HABILITADO NO PNCEBT.

 

  • EXAME DE TUBERCULOSE EXIGIDO PARA LEILÕES E EXPOSIÇÕES (ANIMAIS DESTINADOS À REPRODUÇÃO) ALÉM DE TRÂNSITO INTERESTADUAL.

Serviços

MANUAL PNCEBT
MANUAL DO PNCEBT
Compre Aqui!

(67) 3241-8340 (67)99888-5882

saudeanimallab@hotmail.com

Desenvolvido por: Ideiasweb